5 dicas para começar seu projeto pessoal

Muito dos profissionais de TI possuem o costume de trabalhar em projetos em casa no seu tempo livre, só que alguns ficam só na vontade e outros tentam e não conseguem dar continuidade.

Neste artigo apresento 5 dicas importantes que irão lhe ajudar a começar seu projeto e dar continuidade ao mesmo.

1. Não perca tempo, faça!

Há uma grande diferença entre planejar e ficar viajando nas ideias. Se você está pensando sem um lápis ou teclado na mão, fica difícil chegar a algum lugar. Toda grande obra se começa através de um rascunho, de um esboço, nunca sai pronto da cabeça para a produção final.

Primeiro, escolha seu material de rascunho. Para alguns projetos eu gosto de usar papel e caneta, para outros me agrada o computador, faça onde lhe deixar mais confortável.  Em seguida comece a jogar as ideias, sejam elas boas ou ruins, e continue até sair algo que você goste. Não se preocupe em fazer algo limpo, faça setas, desenhos, rabiscos, qualquer coisa que precisar para transcrever o que está pensando, seja em desenho, texto ou diagramas.

Esse exercício vai lhe ajudar a documentar a ideia e ira liberar o bloqueio criativo que venha a ter. Essa técnica foi muito usada por escritores conceituados e tem funcionado para todas as áreas quem vem sido aplicada.

2. Comece pequeno

É muito mais produtivo você criar algo simples e pequeno do que algo grande e complexo. Quando você tenta criar algo muito elaborado, muito grande, é bem provável que você desista no meio do caminho, ou pior, dê errado antes mesmo de começar. Já quando você cria algo simples, ou pequeno, você tem algo pronto mais rápido e fica mais motivado a continuar, além de ter em mãos já algo para ser usado e testado. Isso funciona para qualquer projeto.

Pegue sua ideia e pense na menor porção que pode ser feito e comece por ela. Se sua ideia é algo grande que não pode ser dividido, mude sua ideia para uma versão, e só depois de pronto, você vai refazendo até chegar onde queria.

3. Não tenha medo de investir

Tudo que fazemos possui um investimento, nem que a única coisa que você invista seja seu tempo, mas algo você irá gastar. Como os projetos pessoais são feitos no tempo livre, que é um período curto da nossa semana, o tempo acaba sendo uma moeda cara. Se você possui um dinheiro que possa ser gasto em seu projeto, você poderá investir para agregar valor ao que estiver fazendo.

Você pode investir no ambiente de trabalho. Por exemplo, se você trabalha sentado em frente ao computador, você pode comprar uma cadeira confortável ou um teclado mais novo. Isso vai te deixar mais confortável e disposto para passar esse tempo em seus projetos.

Há o investimento também no próprio projeto, onde você compra algo já pronto, em vez de perder tempo em refazer a roda.  Ou algo que você não tenha jeito para fazer, mas você paga um profissional da área para que fique do jeito certo e com qualidade. Até mesmo para pagar uma publicidade para seu serviço ou produto alcançar maior número de clientes.

Quanto maior o investimento, mas rápido será o retorno financeiro. Com o retorno do dinheiro vindo do projeto, não esqueça de reservar pelo menos 50% desta renda para reinvestir no próprio projeto.

4. Foco no que é importante

Nem tudo precisa ser perfeito. Um produto ou um serviço precisa de qualidade, de ser bem feito, mas não quer dizer que precisa ser perfeito para agradar o cliente, ou até a si mesmo. Depois que o projeto se inicia, ou quando está na fase de planejamento, muitas idéias novas vão surgindo e o projeto vai evoluindo naturalmente, mas é preciso ter metas e objetivos muito bem definidos para que o projeto não se perca ou nunca fique pronto.

Depois de fazer todo o brainstorming, como sugerido na dica 1, gaste um tempo em planejamento. Profissionais que são muito técnicos tem o costume de rejeitar planejamento, acham que é perda de tempo. Tudo se leva tempo para fazer, e planejamento não cai do céu, então é óbvio que você precisa de tempo para fazer, mas não é um tempo perdido e sim um tempo investido.

Um projeto bem planejado é uma ótima forma de se ganhar produtividade. Se você conhece os pré-requisitos, as premissas, o escopo, os prazos, assim como as outras informações de apoio, você sabe o que fazer, como fazer e quando fazer, quer algo mais produtivo que isso?

5. Devagar e sempre, mas pra hoje!

Comece hoje! Isso mesmo, hoje! Não espere o final de semana, a segunda-feira, ter dinheiro, ter mais tempo, acabar alguma coisa, outra pessoa, outra oportunidade, ou qualquer desculpa que você tenha pensado. Ao invés de inventar motivos para não começar hoje, ache motivos para começar hoje e dar o ponta pé inicial no seu projeto.

Se você não tem o costume de reservar parte do seu tempo livre para projetos pessoais, levará um tempo até você se acostumar com essa prática. Comece aos poucos, com 30 minutos por dia, todos os dias, e vai aumentando de acordo que você for se acostumando. Você pode achar 30 minutos pouco, mas se você começar com algo muito cansativo, é bem provável que você desanime no meio, então é preciso criar primeiro esse costume. Você pode até fazer um dia sim, um dia não, mas não deixe um intervalo muito grande, pois será mais difícil para criar o costume.

Conclusão

Espero que estas dicas lhe ajude a começar seu projeto pessoal e que continue sempre no caminho. Projetos nem sempre é visando o lucro, você pode tornar seu projeto em um hobby, em um projeto social, algo para facilitar seu dia a dia, ou simplesmente por diversão.

Boa sorte!

 

10 comentários em “5 dicas para começar seu projeto pessoal


  1. Rubianara disse:

    Adorei! Seguir essas dicas faz toda a diferença num projeto, seja ele, pessoal ou profissional! Parabéns e obrigada!

    • Bruno Nardini disse:

      Obrigado, Rubianara. Volte sempre!

  2. cleber disse:

    Acho que estava precisando ler isso..
    Parabéns pelo site

    • Bruno Nardini disse:

      Obrigado, Cleber. Seu blog já é um ótimo projeto pessoal, continue assim!

  3. Jackson Santos disse:

    Ola boa tarde,

    Eu estava precisando disso, ótimo artigo, muito obrigado pelas dicas.

    • Bruno Nardini disse:

      Que bom que tenha gostado, Jackson. Obrigado pelo feedback =)

  4. Fernando Nongue disse:

    Olá, gostei muito das dicas. Elas vão me ajudar muito no meu projecto da criação de um blog. Mas gostaria de uma ajuda principalmente no conteúdo que penso em fornecer ao público, as vezes receio que o público não vai gostar.

    • Bruno Nardini disse:

      Olá, Fenando. A internet alcança todo mundo, então sempre vai ter alguém interessado no seu conteúdo, independente de qual seja. Se você se dedicar em escrever textos de qualidade, o público aparece com o tempo.
      Qualquer dúvida que tiver, ou ajuda que precisar, é só falar.

  5. Ermino Aparecido da Silva disse:

    Gostei: simples, objetivo e praticável.
    Se aplica a qualquer projeto.
    Valeu!

    • Bruno Nardini disse:

      Obrigado! Volte sempre =D

Deixe um comentário